terça-feira, 7 de setembro de 2010

Ultimatum



Mandado de despejos aos mandarins do mundo
Fora tu, reles esnobe plebeu
E fora tu, imperialista das sucatas
Charlatão da sinceridade
E tu da juba socialista, e tu qualquer outro
Ultimatum a todos eles
E a todos que sejam como eles
Todos.
.
Monte de tijolos com pretensões a casa
Inútil luxo, megalomania triunfante
E tu, Brasil, blague de Pedro Álvares Cabral
Que nem te queria descobrir.
.
Ultimatum uma voz que confundis o humano com o popular
Que confundis tudo
Vós, anarquistas deveras sinceros
Socialistas a invocar a sua qualidade de trabalhadores
Para quererem deixar de trabalhar
Sim, todos vós que representais o mundo
Homens altos
Passai por baixo do meu desprezo
.
Passai aristocratas de tanga de ouro
Passai Frouxos
Passai radicais do pouco
Quem acredita neles?
Mandem tudo isso para casa
Descascar batatas simbólicas
Fechem-me isso tudo a chave
E deitem a chave fora
Sufoco de ter só isso a minha volta
Deixem-me respirar
Abram todas as janelas
Abram mais janelas
Do que todas as janelas que há no mundo.
.
Nenhuma idéia grande
Nenhuma corrente política
Que soe a uma idéia grão
E o mundo quer a inteligência nova
.
Sensibilidade nova
O mundo tem sede de que se crie
Porque aí está a apodrecer a vida
Quando muito é estrume para o futuro
O que aí está não pode durar
Porque não é nada
.
Eu da raça dos navegadores
Afirmo que não pode durar
Eu da raça dos descobridores
Desprezo o que seja menos
Que descobrir um mundo novo
.
Proclamo isso bem alto
Braços erguidos
Fitando o Atlântico
E saudando abstratamente o infinito...

.
.
[Álvro de Campos, 1917]
.
.


.
7 de setembro 

Independência do Brasil
.

34 comentários:

lis disse...

Que nossos votos nas urnas possa representar nosso "ultimatum "pra essa Nação pobre de homens dignos e da verdade.
Gostei do poema Hugo, forte e intenso.

meus abraços e uma semana de bons trabalhos

Ronaldo disse...

DETONOU.

Em um antigo blog meu eu coloquei uma parte desse texto.

Bom feriado


abs

Sônia disse...

Ficou ótimo esse post Hugo!



Bom dia! Um abraço!

EDER RIBEIRO disse...

E pensar que o poema é tão atual. Abçs.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Hugo
Um grande desabafo.Será que temos realmente alguma coisas para comemorar. Num país, onde a fome, a violência, a corrupção ainda prevalecem?
Bjux

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Isso, Hugo! Mas não percas jamais a ternura. És jovem, aproveita a Vida! Apaga o mal! Fica com o Bom. Meu querido, nesta Primavera, deixo-te!
"Coro da Primavera


"Cobre-te canalha
Na mortalha
Hoje o rei vai nu
Os velhos tiranos
De há mil anos
Morrem como tu
Abre uma trincheira
Companheira
Deita-te no chao
Sempre à tua frente
Viste gente
Doutra condiçao
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores
Livra-te do medo
Que bem cedo
Há-de o Sol queimar
E tu camarada
Poe-te em guarda
Que te vao matar
Venham lavradeiras
Mondadeiras
Deste campo em flor
Venham enlaçadas
De maos dadas

Semear o amor
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores
Venha a maré cheia
Duma ideia
P'ra nos empurrar
Só um pensamento
No momento
P'ra nos despertar
Eia mais um braço
E outro braço
Nos conduz irmao
Sempre a nossa fome
Nos consome
Dá-me a tua mao
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores"
Xutos & Pontapés

Beijos, querido!
É feriado. Goza o seu dia*
Renata

Everson Russo disse...

Belissimo post eu meu amigo,,,um bom feriado pra ti,,,abraços de paz e amizade.

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amigo, tudo bem?

Estou de volta, vim pra te agradecer pela sua presença enqto estive ausente, é por ai que vemos os amigos que temos, obrigado.

Um ótimo feriado.

beijooo.

Nilce disse...

Oi, Hugo

Belos textos são inesquecíveis.

Excelente feriado.

Bjs no coração!

Nilce

Paulo Braccini disse...

Parabéns querido ... e o desfile cívico aí foi legal? e seu projeto? trabalhou muito?

Viu como sei das coisas? kkkk

bjux

;-)

Flor de Lótus disse...

Brasil mostra tua cara quero ver quem paga para gente ficar assim...
Que país é esse se torna cada dia mais contemporânea, as vezes eu não queria perder a esperança,mas é tão difícil acreditar que esse país ainda tem jeito, que com o nosso voto as coisas serão diferente...
"Vamos celebrar o voto dos analfabetos?"

Beijosss

Serginho Tavares disse...

não sei que independência este país comemora...

ONG ALERTA disse...

Precisamos fazer este país mudar...
Beijo Lisette

ღPat.ღ disse...

Tu é demais!!!

Meu amigo e bailarino querido deixo beijos com carinho. Obrigada por tuas palavras sempre.

joyce domingos disse...

o que eu posso dizer??

post perfeito para esta data....belíssimo poema,de um belíssimo autor....poema atemporal e uma bela interpretação,digna de uma DIVA,uma rainha como maria bethania,patrimônio de nossa mpb...

cheguei aqui através do luigi e te digo que volto,pois amei o que li até agora!

um bjo^^

Wendy disse...

De arrepiar esse post!!

ótimo feriado pra vc.. tudo de bom!

beijo

Luiz Guilherme disse...

é Brasilzão...vc tem de melhorar muito, mas eu ainda te amo d+...tenho orgulho de ti, meu Brasil.

http://guilg7.blogspot.com/

vlw.

Marliborges disse...

Ei Hugo, que ultimatum hein! Gosto muito desse texto, mas particularmente disso aqui: "Sim, todos vós que representais o mundo, homens altos passai por baixo do meu desprezo (...)Quem acredita neles? // mandem tudo isso para casa, descascar batatas simbólicas
Fechem-me isso a chave e deitem a chave fora." Hahaha, é a glória! Uma verdadeira catarse. Não sei como passou pela censura, ná época. Mas parece que depois houve até um processo em cima, nem lembro mais. Bjssssss

Daniel Savio disse...

Interessante, mas penso que também precisamos de uma nova coragem para assumir o que somos e o que fizemos para o Brasil...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

feiticeira disse...

Não conhecia o poema, uma boa pauta para a vida futura

Majoli disse...

Oi meu querido Hugo, seu carinho para comigo, nesses dias em que estive acamada, me deixaram muito feliz, viu?
É bom demais ter amigos como você.

Gostei muito de Ultimatum, forte, decidido...ó que mesmo amando por demais o meu País, não tenho tido ânimo para comeorações, são muitas tristezas que a gente anda presenciando.

Beijos com carinho.
Te gosto muito.

Everson Russo disse...

Uma belissima quarta feira pra ti amigo...abraços.

António Rosa disse...

Hugo

Excelente poema do meu compatriota. Oportuno para datas especiais.

De qualquer forma, um abraço especial por este dia.

António

Cacá disse...

Hugo, nossas reflexões e nossos gostos combinam em muita coisa. Bethânia, Pessoa...só falta você me dizer que também gosta de Drummond e Chico Buarque para completar. rsrs. Esse poema não é belo, ele é LINDÍSSIMO! Abração. Paz e bem.

Felina Mulher disse...

Veio em boa hora Hugo...muito boa escolha em propício momento.


Beijos meu querido.

Pistoleiro Corvo disse...

Simplesmente magnífico.

Deia disse...

Quase 100 anos depois, e nada mudou... É assustador. Um beijo, Deia

Bandys disse...

Bravo Hugo!

Tomara que as urnas possa representar nosso "ultimatum "pra essa Nação pobre de homens dignos e da verdade.

Brasil mostra a tua cara!

Beijo

Fred disse...

Aêê... espero que tenhas tido sucesso nos teus projetos do sete de setembro... hehe! Hugz!

Regina Coeli disse...

Olá Hugo,
Vim agradecer sua visita e conhecer seu espaço.
Aqui encontrei um JOVEM EDUCADOR, 25 anos de idade , que sonha é simples e acredita na educação, na vida, isso é muito bom, fico sensibilizada!!!
Como bem disse a Joice esse é um POEMA ATEMPORAL e CONTUNDENTE.
Parabéns pela escolha para sua postagem e pela grandeza de seu BLOG.
Receba um abração carinhoso cá das Minas Gerais.
Regina Coeli

Dan disse...

e ai? como foi ontem?
:)

Humana disse...

Um "Ultimatum" bem actual não é?
Infelizmente nada muda...
Um beijo grande meu amigo.

Menino-Homem disse...

nobre, mágico!

tenho escutado bethânia
visto suas formidáveis apresentações
ela recita com carinho
faz rosa flutuar...

beijos,
fique com Deus!

Valdeir Almeida disse...

Excelente indicação para refletirmos sobre A Independência do Brasil. Álvaros de Campos e a voz de Bethânia.

Abração, Hugo.