quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Cântico Negro


“Vem por aqui” — dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: “vem por aqui!”
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali…
A minha glória é esta:
Criar desumanidades!
Não acompanhar ninguém.
—Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre à minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos…
Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: “vem por aqui!”?
.
Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí…Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.
.
Como, pois, sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?…
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos…
.
Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tetos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios…
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios…
Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém!
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.
.
Ah, que ninguém me dê piedosas intenções,
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: “vem por aqui”!
A minha vida é um vendaval que se soltou,
É uma onda que se alevantou,
É um átomo a mais que se animou…
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí!
.
[José Régio]
.
.
Segue abaixo, o vídeo da Maria Bethânia fazendo uma brilhante interpretação do poema em 1982.
.


.
Foto: Maiko Lima - http://br.olhares.com/

14 comentários:

Lis disse...

Oi Hugo
Bom encontrá-lo hoje,já fazia falta e saudade!
Li o post anterior e vi que ficou pra próxima .
A concorrência é muito grande e nao é fácil conseguir logo.
Fundamental é perseverar .
Que o Universo conspire a favor agora para um trabalho que lhe dê prazer.
abraços

Cacá disse...

Nestes tempos de exacerbação de mediocridades e um senso comum cada vez mais "sem noção", acrítico e hedonista, acho que este é um dos poemas mais apropriados que há. Sem contar que é um dos mais belos que já tenho visto (na minha opinião). Obrigado pela partilha, Hugo. Meu abraço. paz e bem.

António Rosa disse...

Olá Hugo,

«Cântico Negro», um dos poemas maiores do meu país. Na voz de Dona Maria Bethânia, torna-se único.

Muito agradecido.

António

Afrodite disse...

Oi HSLO!
Tava te devendo essa visita faz tempo,né?
Me desculpe pela falha!
Andei arrumando a casa que estava meio abandonada(as vc fiel sempre comentava!)
Já corrigi meu erro te linkei e tô seguindo!
Assim não perderei mais nenhuma postagem sua!
O desabafo foi pra uns blogs que nem entro mais!
Acho que é deseducado não retribuir as visitas!
Por isso te peço desculpas pela minha desatenção!
Não acontecerá mais!PROMETO!
Obrigada por suas visitas e comentários!
Beijo
Afrodite

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Hugo
Tudo lindo, o cântico e o vídeo. Bethânia arrasa.
Bjão

Daniel Savio disse...

Interessante, mas com certeza, as vezes é bom se entregar a outrem...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Franck disse...

Bethânia e poesia, dupla dose de sensibilidade...para começar a noite!
Bj*

Pelos caminhos da vida. disse...

Perfeito amigo.

Forte o poema...

beijooo.

O Antagonista disse...

maria Bethania perfeita, sempre!

Astrid Annabelle disse...

Olá Hugo!
Percebi sua ausência. Fez falta. Olhe, na vida tudo está sempre certo mesmo que no primeiro momento não o visualizamos assim.
Gostei do poema e quanto ao Cântigo Negro nada há o que dizer apenas que é lindo!
Beijos amigo
Astrid Annabelle

Paulo Braccini disse...

Cara q presente este ... poder ouvir e rever Bethânia interpretando esta beleza de poema ...

Obrigado Hugo

bjux

;-)

Nilce disse...

Oi Hugo, quantas saudades...
Sinto pela pós, mas serve como experiência e Deus tem seus propósitos. A hora chegará.
Adorei encontrar este texto aqui.

Bjs no coração!

Nilce

Fatima disse...

Brilhante amigo!
Bjs.

Pistoleiro Corvo disse...

Prefiro seguir por aqui, onde na minha idade luta pela minha liberdade.

Fabuloso Hugo, abraços amigo.