sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Lágrimas da Terra



,
Não veem?
A terra está chorando.
Está chorando
suas lágrimas fervescentes,
fumegantes pelo aquecimento global.
Pelo lixo nuclear,
pela ganância,
pelo homem-capital.
.
Não ouvem?
A terra está gritando.
Está gritando,
gemendo sua dor mais terrível.
Suas lágrimas são sangue,
das feridas mais profundas,
das exclusões e das guerras,
das mortes de sua gente.
.
Não sentem?
A terra está tremendo.
Está tremendo de medo
de sua morte violenta,
de seu triste fim.
Seu olhar chora por nós
com lágrimas geladas,
dos corações gelados sem amor.
.
Não estão respirando?..
o ar poluído,
os mares fedidos,
os rios de esgotos,
o odor dos lixos?
.
Não estão enxergando?..
o peixe morrendo,
as florestas queimadas,
os animais extintos
e tudo acabando?
.
A terra está chorando...
gritando...
gemendo...
tremendo...

.
.
[Rogério Medrado]
.
.

P.S. Esse é mais um poema do meu amigo Rogério Medrado. Gosto demais de seus escritos e por isso, sempre estou postando suas obras por aqui.
.
.
Foto: disponível aqui
,
,

28 comentários:

Franck disse...

LIndo texto! Como coloquei no blog: vamos agir localmente e pensar globalmente!
Abçs!

Lou Alma disse...

E é mesmo assim Hugo a terra chora de tanto que os homens se afastam da natureza, só pensando em lucros, ganâncias e poder. É um poema muito real o que escolheste.

lis disse...

Oi Hugo
Rogério Medrado, acho que conheço daqui. Gosto também .Vou guardar esse nome e pesquisar pra ler mais.
Muito bom
Nosso planeta está gritando, de verdade e em alto som.
So não ouve quem nao quer.
meus abraços Hugo

José Sousa disse...

Olá amig. Estive aqui em seu blog e gostei não só do blog mas tambem do que escreve. Vou ser seu seguidor, seja meu tambem em:
www.minhaalmaempoemas.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com
www.comgulolundo.blogspot.com

Um abração

Cacá disse...

Perfeito, belo e muito apropriado, Hugo.
Tenho uma crônica sobre o assunto, se quiser mostrar ao seu amigo eis o link http://recantodasletras.uol.com.br/cronicas/1631111

Abraços. Paz e bem.

Nilce disse...

Que beleza de poema, Hugo.

É a realidade gritada, um pedido de socorro, um apelo em versos.
Parabéns ao seu amigo.

Bjs no coração!

Nilce

Wanderley Elian Lima disse...

Belo alerta Hugo. Se os homens não mudarem de postura, quem vai chorar serão eles.
Bjux

. intemporal . disse...

.

. a terra chora e o Homem, in.diferente,,, explora.A .

.

. in.decente.mente .

.

. um bom.fim.de.semana .

.

. h_____u_____g_____o .

.

. abraço.te .

.

Pelos caminhos da vida. disse...

Poema bem dentro da realidade em que vivemos, se os homens fizerem alguma coisa para melhorar o planeta, iremos ver a terra sorrir novamente.

Ótimo fim de semana pra vc amigo.

beijooo.

Dani Brito disse...

Que profundo...
o sofrer da Terra me causa tanta dor...é tão triste. Ela que sempre foi a base da nossa sobrevivência, nós estamos destruindo a base e a estrutura virá a desabar...já esta desabando!
Beijos, Hugo
=)

Dan disse...

e ainda tem gente que não se preocupa com nada disso. vai entender!

bjo Hugo

Paulo Braccini disse...

e eu grito! grito! e grito!!!

bjux

;-)

Vanderson disse...

A Terra chora e não chora pouco não!
Abraçoooo!

Daniel Savio disse...

Poema bom, mas não devemos preservar a Terra para a Terra, mas sim porque nós humanos não conseguimos viver sem ela...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

orvalho do ceu disse...

Olá,
Esses desastres ecológicos são frutos do nosso egoísmo e descuido para com quem a gente deveria amar: a mãe natureza.
Mas... fazendo a nossa parte... vamos reconquistando o que nos parece não ter mais jeito.
Um grande abraço de paz e fraterno.

Bandys disse...

Lindo poema!
Eu sempre digo
Deus perdoa sempre
O homem às vezes
A natureza nunca!

E a terra chora e eu choro junto.

Beijos Hugo

Pérola Anjos disse...

O homem destrói o mundo. O homem destrói o homem.
Quando enxergarão isso, meu Deus?

Lindo poema!

Beijos!

Sαbrinα Frehí disse...

Muito boom. Já era a hora de vermos, sentimros, percebemos que a terra grita por nós, precisa de nós de modo diferente de como estamos agindo com ela!

Valdeir Almeida disse...

Poema que provoca nossa consciência ecológica. É preciso cuidar do Planeta, caso contrário, seremos nós que iremos chorar, gritar, tremer...

Parabéns ao Rogério Medrado.

Abraços, Hugo, e excelente final de semana.

Flor de Lótus disse...

Olá meu querido HSLO!A terra tem gritado, chorado, clamado que o bicho homem a ouça,mas o homem finge não ver, não escutar seu clamor e segue destruindo-a sem saber que tudo o que fizemos de mal para ela voltará para nós, se não para nós mesmos para nossos decendentes.
Um ótimo findi!
Beijosss

Liene disse...

E o homem chora suas próprias atitudes.

Um abraço carinhoso!

Sandra Botelho disse...

Oi querido...
Lindo poema, realmente a terra chora, quase em um grito que nós seres humanos nos fingimos de surdos para não ouvi-la. Triste isso...
Bjos achocolatados

Sandra disse...

CURIOSA está em comemoração. Vou te esperar para comer uma fatia de bolo.
Desculpe não ter vindo antes avisar. Mas ando mesmo sem tempo.
Carinhosamente,
Sandra

Amigos são aqueles botões de rosas que se abrindo lentamente e exalando o seu perfume pelos caminhos que trilhamos.

Fabrício disse...

falta consciencia do ser humano com o planeta. Mas sera que fazemos a nossa parte?
bjs

Lua Nova disse...

E é tão simples cada um fazer a sua parte... é necessário que a conscientização seja feita sistematicamente, pois as próximas gerações tem que ter ecologia correndo nas veias.
Conheci Rogério Medrado aqui e pesquisei sobre ele. Tenho muita coisa dele agora.
Beijokas, Hugo.

Vivian disse...

...um grito de alerta sempre
cai bem!

maravilha de post!

bj, querido!

Tatiana disse...

Seu amigo escreve com a alma e o coração.
Um grito de alerta que todos nós precisamos refletir.

Um abraço carinhoso

Ran Omelete disse...

Ah... legal demais esse escrito.

abraços