sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A um ausente


.
Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.
.
Antecipaste a hora.

Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?
Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.
.
Sim, tenho saudades.

Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste

.
.
[Carlos Drummond de Andrade]
.
.

33 comentários:

HSLO disse...

Créditos da imagem:


By Mauricio Mercer

http://br.olhares.com/

Daniel Savio disse...

Mas tem amores que simplesmente acabam e nós seguimos adiante...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Mila disse...

Adoro esse poema de CDA.
Bela escolha!
Bjs
Mila Lopes

Isadora disse...

É Hugo, infelizmente, por algumas circunstâncias da vida, alguma promessas não são cumpridas.
Belo poema escolhido.
Um beijo

Renato Orlandi disse...

Acabamos por despedirmos de pessoas sem ao menos considerações, sei como é difícil, pior quando o fazemos em vida. Adorei o poema! Bjao!

Nilce disse...

Mais uma vez Drummond a cobrar o porquê da perda.
Muito bom, Hugo.

Bjs no coração!

Nilce

António Rosa disse...

Os poemas do Drummond são sempre especiais e lê-lo enquanto oiço a Bethânea a cantar «Tempo, tempo, tempo» é algo divino.

Grande abraço.

Três Egos disse...

Algumas pessoas entram em nossa vida sem bater na porta, outras saem sem nem bater a porta na nossa cara... rsrs...

Beijo!

Wanderley Elian Lima disse...

É e quando há a ruptura de um pacto, simplesmente não entendemos o por que?
Bjux

Mauri Boffil disse...

que lindo... e hoje é dia de asfixiar a saudade com um abraço!

Pelos caminhos da vida. disse...

Difícil qdo quem amamos vai embora.
Nada preenche o vazio que fica.

Bom dia amigo!

beijooo.

Female disse...

A saudade de um amigo, corta o coração como afiada adaga...
deixo-te beijos e tulipas

Lorena Portela disse...

ai, ai... é tão triste... :(

mas é bonito!

beijo hugo!

Deia disse...

Oi Hugo!
Não quis mal aquele que não esperou o relógio completar todas as suas voltas. Não conhecemos os mistérios que os outros, mesmo os que amamos tanto, carregam em seus corações. Perdão, sempre! Um beijo, Deia.

Fatima disse...

Eu sei que gente grande tem que superar, mas fala a verdade, quem já não teve vontade de mandar este poema pra alguém?
Bs.

Srtª Vihh disse...

Amo os textos do Carlos.
sempre perfeitos.

Pistoleiro Corvo disse...

A loucura é o começo da razão!

Paulo Braccini disse...

Algumas pessoas entram em nossa vida sem bater na porta, outras saem sem nem bater a porta na nossa cara... rsrs... [2]

bjux

;-)

Lua Nova disse...

CDA é dos poetas que mais gosto.
"...de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança."
Para um amigo, para um amor, para um sentimento que de alguma forma, foi traído e deixado atônito.
Em seu lugar, saudade.
Só resta continuar.
Um fds de encontros felizes.
Beijos.

G I L B E R T O disse...

Se poesia fosse comprada em um menu como num restaurante, certamente, naquelas horas que ficassemos em dúvida sobre o que pedir, viria a famoso deixa, já clichê:

- Na dúvida, vai de Drummond, ele é básico, combina com tudo!

Fantástico Drummond!

Grato por este momento poético!

Pérola disse...

A cara do meu texto,eu ameiiiiiiiiiii.
Bela escolha rs.
Obrigado pelo carinho da visita.
Um exelente fds.
Beijokas mil.

Carlos Henrique Vieira disse...

Hugo, seja bem vindo por lá! rs Volte mesmo.
Eu também voltarei por aqui.

Como é sempre bom ler Drummond!

Abraço.

Pat. disse...

Faz parte da vida meu bailarino querido. Leve consigo sempre o que as pessoas deixam de bom...

Hoje foi cansativo!
Deixo-te meu beijo especial e obrigada por teu carinho em meus espaços. Adoro imenso tua palavra e tua presença.

Flor de Lótus disse...

Olá,Hugo!Não conhecia esse poema do CDA, nossa ausência dói demais no peito, mexo com a gente é uma ferida daquelas difícil de cicatrizar,mas as vezes o que nos resta é seguir em frente e deixar a dor da ausência ser curada pelo tempo.
Um ótimo final de semana!
beijoss

Vivian disse...

...e somos feitos de tantas
saudades!

algumas tão profundas,
outras mais leves,
mas sempre saudades.

bjinhu, lindo!

Denilson D'Almeida disse...

não dá para ficar ausente do seu blog!

Adriano disse...

Drumond é incrível. Porém, ao contrário do que parece, acredito que referia-se à partida definitiva de alguém cuja vida encerrou-se sem aviso prévio... No final, "nem nos deixaste sequer o direito de indagar porque o fizeste, porque te foste", Drumond parece remoer de desgosto por jamais poder saber o motivo dessa despedida. E transformou sua angústia num desabafo...

Grande texto, Hugo! Espero que não esteja refletindo o seu sentimento interior.

Forte abraço,
Adriano Berger

Daniel Braga disse...

Nossa, Mestre Carlos Drumond de Andrade falou e disse. Adorei ver a imagem de Alladin lá embaixo.. talvez eu copie-a pra mim! *o*

~Até a próxima.
P.S: Você posta muito! Quase todo dia. Tô impressionado.

*DB*

Tudo Aconteceu Assim disse...

Que bom que temos esses que apoiam as nossas loucuras do dia a dia e podem compartilhar com seu trabalho a dor que vivemos algumas vezes na vida...

Abraços
Walter

anita sereno disse...

bonito texto
escreve muito bem amei muito beijos na alma

Tatá R. da S. disse...

Que lindo!
Não conhecia esse de Drummond...
Divo da poesia.
=***

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

________(¯`: ´¯)▓▓)
_______(¯ `•.\|/.•´¯)
____(▓(¯ `•.⋐(█)⋑.•´¯)▓▓)
____(▓▓(_.•´/|\`•._)▓▓▓▓▓)
____(▓▓▓▓(_.:._)▓▓▓▓▓▓▓▓)
_(▓▓▓▓▓_▌▌_▓▓(¯`:´¯)▓▓▓▓▓)
_(▓▓▓▓__▌▌_(¯ `•.\|/.•´¯)▓▓▓)
__(▓▓____▌(¯ `•.⋐(█)⋑.•´¯)▓)
___(▓▓___▌▌▓(_.•´/|\`•._)▓)
____(▓___▌▌▓▓ (_.:._)_▓)
A amizade é o elo mais forte
Que liga duas pessoas ao mundo
Deixo meu carinho e minha amizade
Em seu coração

Água disse...

Oi Hugo! As promessas existem para nos lembrarmos de que assumimos compromissos com mais alguém. Ao quebrá-las, seria bom se, ao menos, nos explicássemos com aquele que confiou em nossa dedicação... Um beijo, Água.