segunda-feira, 26 de julho de 2010

Sou o intervalo entre as duas notas



Minha vida não é essa hora abrupta
em que me vês precipitado.
Sou uma árvore ante meu cenário;
não sou senão uma de minhas bocas:
essa, dentre tantas, que será a primeira a fechar-se.
.
Sou o intervalo entre as duas notas
que a muito custo se afinam,
porque a da morte quer ser mais alta...
.
Mas ambas, vibrando na obscura pausa,
reconciliaram-se.
.
E é lindo o cântico.
.
.
[Rainer Maria Rilke]
.
.

18 comentários:

HSLO disse...

Créditos da imagem:


http://br.olhares.com/


Abraços
de luz e paz


Hugo

Guy Franco disse...

Engraçado. Essa letra não é a da música que toca no site, né?
Atchim!
Beijos!

Lorena Portela disse...

bem q eu tava devendo uma visita aqui, né?

otimo e poetico.

beijo.

rouxinol de Bernardim disse...

Intervalos assim, sim1

tiro-lhes o meu humilde chapéu!!!

May Santos disse...

Lindo ^^
Simplesmente!



Bjkas
:)

Renato Orlandi disse...

Temos que fazÊ-lo lindo não é mesmo, afinal, é nossa única oportunidade, abraço, bela escolha!

Déia disse...

Pra alguns esse intervalo causa expectativa, ansiedade..

Para outros, pausa, reflexão....

É bom sermos um pouco de silêncio.

bj

Paulo Braccini disse...

adoro o Rainer ... já leu Cartas a um Jovem Poeta? se não ... leia ... fundamental ...

postei algo no início do meu blog:

http://paulobraccini-filosofo.blogspot.com/2007/11/cartas-um-jovem-poeta-rilke.html

Caim de Saramago é outra leitura obrigatória querido ...

bjux ao menino Hugo

;-)

SAM disse...

Uma linda ilustração para o poema de Rilke. Amei! Obrigada, Hugo.

Beijos e linda semana.

Dauri Batisti disse...

Maravilha de postagem.

Bandys disse...

Hugo,

Tudo belo!Texto e imagem.

Linda postagem.

Um beijO

Dalva disse...

E que a vida seja essa sinfonia completa!

Excelente escolha!

Bjs.

olhar disse...

simplesmente único, perfeito...simplesmente Hugo...

beijos,

Bia

Flor ♥ disse...

Rilke é um dos meus poetas preferidos...

Bjs, bjs...

Caju disse...

Òtima escolha.
Li em um dia que precisava ler isto.
bjos

marcelo dalla disse...

Olá queridão!!!!
Maravilhoso poema!!! Muito bom vir aqui e ver seu espaço recheado de poesia...
grande abraço

gabriela marques. disse...

Que lindo versos! Nunca havia escutado falar desta poetisa!

Daniel Savio disse...

A vida é realmente navegar entre os extremos...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.