sábado, 6 de março de 2010

Eu por Clarice Lispector

.

Sou composto por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos.
.
.
[Clarice Lispector]
.
.

32 comentários:

Felina Mulher disse...

Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós.Clarice Lispector

Um beijo pra ti moço.

Wanderley Elian Lima disse...

Viver nos extremos e viver todas as emoções intensamente.
Bjux

Fátima disse...

Sou suspeita para comentar sobre Clarice Lispector, sou fã n°1.
Tenho exatamente essa frase no meu perfil do Blog então...amei!!!!!!!!!!!!!!

Beijo menino pedagogo.
Lindo final de semana.

Daniel Savio disse...

Mas alguns extremos são melhores....

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Rosan disse...

olá.
viver emoções extremas é bom, mas cansa,
tem dias que precisamos de um pouco de calma de desacanso....de paz...

bonita foto.

beijo

Entre o Real e o Virtual disse...

Nossa, Hugo, como esse texto ilustra bem minha relação com meu Jeffrey que sempre foi muito intensa!

Sentimentos intensos são como combustível para a alma!

Adorei a frase.

Bjs,
Gi.

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Essa Clarice arraza mesmo.

Bom Domingo.

Abraço

Luciana disse...

Oi Hugo

Sabe que eu também coloquei no Blog um texto da Clarice muito bonito e gostei muito da tua postagem.

Bjs

Lu

paula barros disse...

Nas definições que nos definem nos conhecemos um pouco mais.

beijo

Drigo disse...

sentimentos opostos...

Liene disse...

E aqui eu digo que somos seres de urgências e extremos - sempre!

Beijão e bom domingo pra você também!

Pelos caminhos da vida. disse...

Grande Clarice Lispector.

Bom domingo amigo.

beijooo.

Evelyne Freitas disse...

Hugo,
Clarice fala de nós todos com se falasse apenas dela.


Te beijo!

lis disse...

ah Hugo as vezes andamos emotivos e precisando esvaziar o coração dos sentimentos , Ausênsias causam isso rsrs
meus abraços, bom domingo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Belo* E muito. Sou suspeita pra falar de Clarice e de vc, não é querido?

Oh!
O outono toca realejo
No pátio da minha vida.
Velha canção, sempre a mesma,
Sob a vidraça descida…
Tristeza?
Encanto?
Desejo?
Como é possível sabê-lo?
Um gozo incerto e dorido
de carícia a contrapelo…
Partir, ó alma, que dizes?
Colhe as horas, em suma…
mas os caminhos do Outono
Vão dar em parte alguma*!

Mário Quintana
Canção do Outono

Beijos, Hugo
Bom Hoje
Valeu!

Fátima Campilho disse...

Esta também sou EU!
Abraços

Pérola disse...

Somos dois então meu amigo.
Parabéns pela postagem.Clarice Lispector é tudo de bom.
Um dia lindo e um beijo eterno.

Renato Orlandi disse...

Muito bom, adorei essa citação, vou colocar no meu orkut uhuul rs, bjoo!

Três Egos disse...

Olá Hugo!

Adoro Clarice...!

Abraço

Caroline Farias disse...

Liiindoooo!

aaaaah que saudade q eu estava daqui, agora to de volta!
bjbj

Flor ♥ disse...

Essa mulher é super intensa... suas falas atingem certeiras nosso coração, feito setas!

Bjs. e uma ótima semana!

pauloveras disse...

Belo fragmento da Clarice. Bela voz da Bethania. Abraços e bom final de semana.

Pelos caminhos da vida. disse...

A qualquer hora

Escuta meu amigo...
A qualquer hora em que chegares, sentarás comigo à minha mesa.


A qualquer hora em que bateres a minha porta, o meu coração também se abrirá.


A qualquer hora em que chamares, eu me apressarei.


A qualquer hora em que vieres, será o melhor tempo de te receber.


A qualquer hora em que te decidires, estarei pronto para te
seguir.

A qualquer hora em que quiseres beber, eu irei a fonte.


A qualquer hora em que te alegrares eu bendirei ao Senhor


A qualquer hora em que sorrires, será mais uma graça que o senhor me concede.


A qualquer hora em que quiseres partir; eu irei à
frente nos caminhos.


A qualquer hora em que caíres, eu estenderei os braços.


A qualquer hora, em que te cansares, eu levarei a cruz.


A qualquer hora em que te sentires triste, eu permanecerei contigo.


A qualquer hora em que te lembrares de mim, eu acharei a vida
mais bela.


A qualquer hora em que partires, ficarás com a lembrança de
uma flor.


A qualquer hora em que voltares, renovarás todas minhas
alegrias.


A qualquer hora que quiseres uma rosa, eu te darei toda
roseira.


Eu te digo tudo isso, porque não posso imaginar uma amizade
que não seja toda, de todos os instantes e para todo bem.

(texto tirado da net).

beijooo.

Paulo Braccini disse...

Claricear é uma coisas mais estupendas desta vida ...

bjux

;-)

Hod disse...

Aolá Hugo,

viver é acentuadamente dicotomico. Em meio a erros e acerto contruímos ummundo indivídual que se mescla a outros mundos, formando esse consciente e incosciente coletivo.

Grato por sua visita,é tempo de reverênciarmos as mulheres.

Abraços amigo excelente semana para vc.

Hod.

Dalva disse...

Ninguém como Clarice para nos definir assim... nossas urgências tão intensas estão sempre em seus textos. Excelente escolha...

Bjs.

Valdeir Almeida disse...

Issoé realmente a cara da Clarice Lispector. Se ela não fosse tão extrema, não nos premiaria com contos e romances tão primorosos.

Abraços, Hugo e uma ótima semana pra você.

Aguardo você lá no Ponderantes.

Srtª Vihh disse...

Tbm gostei da sua escolha com o texto, viu?

Sentimental ♥ disse...

sou assim também, mas há ocasiões em q isso atrapalha... mas vamos vivendo.

Ianê Mello disse...

HUgo,

eu e Clarice nos confundimos em mim mesma, entende.
Ela fala por mim.

Lindo demais!

Bjs.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Meu querido, voltava do mail pra dormir, com esta, e lá vai pra vc*

*Prepare seu lenço com antecedência !!!


Só lamento não saber o idioma alemão para traduzir a letra da música !!!
Mas, de qualquer forma, ela é de uma melodia linda !!!
Mães não choram*

Beijos, Hugo
Obrigada


Se publicar e eu voltar, dou outra*

Neto de Castro disse...

ae hugão, desculpa não ter visitado muito, é que ando um tanto quanto ocupado. e obrigado pela visita :D

sim, Clarice é a mulher! adoro ler seus escritos! ótima escolha pra postar!

abraço!