quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Imorais

.
Os imorais, falam de nós
dos nosso gosto, nosso encontro, da nossa voz
Os imorais, se chocam por nós
por nosso brilho, nosso estilo, nossos lençóis
Mas um dia eu sei, a casa cai
E então a moral da história vai estar sempre na glória
de fazermos o que nos satisfaz.*


Os imorais falam de nós
do nosso gosto, nosso encontro, da nossa voz.
Os imorais sorriram pra nós
fingiram trégua, fizeram média, venderam paz.
Mas um dia eu sei, a casa cai.
E então a moral da história vai estar sempre na glória
de fazermos o que nos satisfaz.*

.
*Com muita calma, moderação e comparado sempre a um ideal de ego... não nos prendamos no pensamento formal...!
.
[Zélia Dunca]
.

37 comentários:

HSLO disse...

Créditos da Imagem:

http://br.olhares.com/


Abraços e beijos em todos.

Christi... disse...

A inquieta Zélia, em ser transparente em suas letras..gostei muito
bjs

EDUARDO POISL disse...

Muito lindo, a Zélia Dunca sempre com lindas letras.

“Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização” Martin Luther King

Abraços com todo meu carinho

Serginho Tavares disse...

os imorais estão no poder e não sairão de lá

Andresa disse...

Que bela escolha amigo.
A vida é livre
A escolha é aberta
mas temos que conviver com imorais
hipocritas
invejosos.
Para mim, isso é apenas um sinal de covardia? Imorais são pessoas que julgam por não ter coragem de fazer o que o outro esta fazendo !

Um grande abraço
Andresa

Principe Encantado disse...

Amigo, Devem-se escolher os amigos pela beleza, os conhecidos pelo caráter e os inimigos pela inteligência.
Oscar Wilde
Abraços forte

Valdeir Almeida disse...

Hugo,

Os imorais são amorais, "paranormais" e anormais. Além de tudo, gastam tempo com coisas que não são da alçada deles.

Mas a moral da história revelará os telhados de vidros quebrados.

Abraços.

Lorena Portela disse...

gostei desse post e do anterior, com o coringa!

bem bom!

beijo!

Paulo Braccini disse...

eita Hugo ... parabéns por nos brindar com esta inquietante filosofia de Zélia Duncan ... uma grande pensadora de nossa realidade q verbaliza com precisão e lucidez estes valores inquestionáveis ...

bjux

;-)

Everson Russo disse...

Gosto de ouvir e do estilo da Zelia.abraçso amigo e um belissimo dia pra ti.

Páginas da minha vida disse...

nossa, vc gosta de Zélia Duncan!!! já gostei daqui kkkkkkkkkkkkk
é, essa música fala tudo!!!!

bjs

Francisco disse...

Hugo!
Este é um post para ser lido e relido várias vezes.
Parabéns!
Um grande abraço!

Maria Dias disse...

Adoro a Zelia...E a letra desta musica muito me agradou pq somos livres.parabéns pela postagem.

Dil Santos disse...

Adoro Zélia, suas músicas são perfeitas, fortes, cheias de emoção, adoro.
E é uma crítica a sociedade, por boa parte ser homofóbica, preconceituosa.

Abraços
:)

Ausência Instável disse...

Arrazohhh .....

Desculpa a ausencia ..

mas Zelia Duncan É TUDOOO!!!!!!

Sem palavas, e as fotos perfeitas mesmo ...

Obrigado pela visita!!!


Beijaoo!!

SAM disse...

Perfeito e corretíssimo! E não poderia deixar de ser com música de Zelia Duncan. Parabéns pela excelente post, amigo.


*Hoje estreia o show da nossa musa Bethânia....Snif Snif..Já estreia com lotação esgotada! No segundo dia de divulgação do show. Fico na esperança de um bis...

Beijos

disse...

bah muito bom, aliás, perfeito!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Excelente texto!!!Quem julga um dia será julgado!

Um beijo!

Sonia Regina.

Pena disse...

Admirável Amigo:
Um soberbo texto que faz pensar pela sua significação imensa, pormenor a pormenor.
"Imorais"...Uma simbologia perfeita do seu sentir...
Excelente.
Parabéns sinceros pelo talento e génio que o habitam.
Abraço de amizade por quem nutro imenso respeito, estima e consideração.
Sempre a lê-lo atentamente.

pena

Bem-Haja, pela sua amizade.
Deve ser um Ser Humano fantástico.
MUITO OBRIGADO!

Blog do Sheivison disse...

Fala parceiro um grande abraço pra vc fico feliz por te-lo sempre perto quero deixar um selinho... passa em meu blog e pegue é todo seu!!!

Fernanda Magalhães disse...

Esse texto regado a voz de Zèlia sugere uma reflexão simples. Vamos encontrar, amar e ser feliz!

Qual o teu sexo? Pra que serve ele?

Nâo me interessa, te amo, simples assim!


Bjos meu nêgo!

Nanda Assis disse...

uai meu anjo n sei o que houve mas eu comentei neste post sim, será q comentei no blog errado ja q abro as vezes varias janelas de comentarios.

bom eu lembro de ter dito q seu recado foi inteligentemente dado.

bjosss...

Eric R. disse...

Muitooo bom o texto (musica)
Nossa realmente tras uma reflexão esplendorosa.
E como eu disse no meu texto Se Deus que é Deus espara o fim para nos julgar quem pode julgar agora?
Cada um é livre pra ser e fazer o que te satisfaz e arcar com as consequências.

Parabéns pelo bom gosto e pela mensagem.

Abração e obrigado pelo gentil comentario meu caro :D

Wevertton disse...

Mas um dia eu sei, a casa cai....
Parabens, pelo texto! Volte la... tô sumido mais tem post novo!!

Bandys disse...

Linda imagem, belo texto.

Beijos Hugo.

Uma quinta de liberdade e paz!

Majoli disse...

Ouvir Zélia Duncan no silêncio da madrugada é muito gostoso.

Tenha uma boa quinta Hugo.
Beijos.

Abraão Vitoriano disse...

Hugo,
pensamento limpo,
e com pedra na mão cavo meu próprio poço de solidão...

a música é linda!

abraços,
do homem-menino

Emerson Souza disse...

Estou adorando o novo trabalho da Zélia.
Viva a liberdade de expressão.
Abs.

Gilson disse...

Hugo

Forte, com presença e conteúdo. òtimo post, Zélia é algo indiscritível. Força garoto, que caia do muro os hipócritas que não sabem que todos somos irmãos e temos que nos aceitar cada um como é.

Parabéns.

Everson Russo disse...

Uma bela quinta feira pra ti querido amigo,,,muita paz...abraços.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Hugo, querido!
Há sempre quem nos julgue, mas se esquece que tem teto de vidro e, irremediavelmente, um dia a sua casa cairá. Não sigamos a corrente. Pensemos, temos livre-arbítrio, temos bagagem para tanto, voemos com nossas próprias as asas, não as roubemos do nosso próximo, porque, por mais que a maquiemos, a matriz sempre é reconhecível.
Estou voltando, aos poucos. Hoje, enfim, consigo comentá-lo. Tenho tentado em vão.
Muita alegria e energia para o seu dia.
Belas escolhas as suas como sempre.
Beijos,

Caroline Farias disse...

Zélia Duncan sempre arrazando! amo ela!

bj

Fabiano (LicoSp) disse...

Realmente um post para se refletir, afinal até que ponto somos tambem imorais?!?

Adoros as fotos do Olhares.

Duanny!. disse...

AMEEEI.

adorei esse post, MUITO BOM.

;*

[ rod ] ® disse...

para onde olharmos... a moralidade é o pano de fundo da nossa incoerência.. abs.

Ana Maria disse...

As letras de Zélia Dunca, são maravilhosas! Adoro!
Bela escolha!
Beijinhos de boa noite!

Daniel Savio disse...

Cara, sempre haverá o preconceito, o negocio que não podemos ser baseados nele para criarmos uma sociedade decente...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.