segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Iansã


Iansã é um Orixá feminino muito famoso no Brasil, sendo figura das mais populares entre os mitos da Umbanda e do Candomblé em nossa terra e também na África, onde é predominantemente cultuada sob o nome de Oiá. É um dos Orixás do Candomblé que mais penetrou no sincretismo da Umbanda, talvez por ser o único que se relaciona, na liturgia mais tradicional africana, com os espíritos dos mortos (Eguns), que têm participação ativa na Umbanda, enquanto são afastados e pouco cultuados no Candomblé. Em termos de sincretismo, costuma ser associada à figura católica de Santa Bárbara. Iansã costuma ser saudada após os trovões, não pelo raio em si (propriedade de Xangô ao qual ela costuma ter acesso), mas principalmente porque Iansã é uma das mais apaixonadas amantes de Xangô, e o senhor da justiça não atingiria quem se lembrasse do nome da amada. Ao mesmo tempo, ela é a senhora do vento e, conseqüentemente, da tempestade.
.
"O raio de Iansã sou eu
Cegando o aço das armas de quem guerreia
E o vento de Iansã também sou eu
Que Santa Bárbara é santa que me clareia".
.
[Maria Bethânia]
.
Essa postagem faz parte da série - Curiosidades dos Orixás mais Populares no Brasil: Iansã, Oxum, Iemanjá, Xangô, Oxóssi e Ogum.
.
Abaixo segue um vídeo da música A Dona do Raio e do Vento, de Maria Bethânia - filha de Iansã.
.

24 comentários:

Sanzinha disse...

Oi, Hugo!
Passando pra deixar um beijo e desejar ótima semana.

Beijão!

Daniel Savio disse...

Interessante a tematica dos posts...

Calma menino, eu sumo e volto aparecer...

Infelizmente, sou assim...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Alma inquieta disse...

Olá Hugo!

Gostei muito!
Tenho muita curiosidade sobre o tema!

Quando quiser dançar o tango já sei a quem convidar...!
Espero que estejas disponível!

Um beijo enorme!

.Lis disse...

Que ela nos proteja! o Rio precisa de todos os deuses.
Abraços, Hugo , pra voce tbém uma semana de paz.

. intemporal . disse...

. "amei.de.amar" .

. do ensinamento dos orixás .

. e "amei.de.amar" Bethânia na sua voz sublime ao sílabar as e.ternas palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen .

. "quando eu morrer, voltarei para buscar, os instantes que não vivi junto do mar" .

. um abraço .

Wanderley Elian Lima disse...

Obrigado amigo, pelo carinho.
Bjs

Andrea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andrea disse...

Que bom que vc gostou da dica Hugo, fico feliz,gostei muito de seus posts, sempre digo que cada blog que conheço , aprendo um pouco mais do que muitas vezes desconheço.

Obrigada por partilhar conosco e

Obrigada por teus comentários no meu cantinho viu!

ótima semana

Bjo

Rosan disse...

Oi Hugo,
obrigada por estas belas informações...eu não sei praticamente nada sobre os orichás, e é sempre bom aprender coisas novas...
um abraço,
Rosan

Guilherme Bandeira disse...

Hugo,

Fiquei curioso para conhecer o vídeo que você comentou, você tem o link? Se tiver manda pra mim.

Abraço!

Guilherme Bandeira
www.fandangossuicida.com.br
www.olhaquemaneiro.com.br

Eric R. disse...

Muito curiosa essa sua postagem.
Se vê muito falar de Orixás,mas pouco se comenta sobre eles.Muito interessante.

Imagina meu caro amigo.
Muita paz,saúde e sucesso para nós.

Abração e uma excelente semana:D

Pelos caminhos da vida. disse...

Tenha uma Ótima Segunda-Feira

"Que a paz seja seu objetivo, que o amor seja o seu caminho,
que a sabedoria guie seus passos."

beijooo.

Everson Russo disse...

Uma otima semana pra ti querido amigo...forte abraço.

Andre Martin disse...

Legal você postar informações sobre aspectos culturais da Bahia. Mesmo quem não acredita ou concorde com as divindades dos orixás, é importante saber o que são e o que representam, pois estão entranhados no cotidiano da cultura popular. Impossível ir a Salvador como turista e não esbarrar num Orixá, de um modo ou de outro. E sem ter noção, deixa de aproveitar o máximo que todo o nordeste, em especial a Bahia, tem a oferecer.

Boa iniciativa.

Fatima disse...

Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!
Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!


Iansã penteia
Os seus cabelos macios
Quando a luz da lua cheia
Clareia as águas do rio
Ogum sonhava
Com a filha de Nanã
E pensava q as estrelas
Eram os olhos de Iansã

Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!


Na terra dos orixás
Um amor se dividia
Entre um deus que era de paz
E outro deus que combatia
Como a luta só termina
Quando existe um vencedor
Iansã virou rainha na coroa de xangô

Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!

Essa semana vou fazer uma surprezinha pra vc lá em casa. Espere e confie!
Bjs.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, Hugo!
Poderia falar, mas a esta altura resolvo calar, devido a um cisco. Mas sabe o que faço agora com isso? Sublimo e transformo em poesia, como aquela que vc viu em meu Blog. Falo que não falo e falo. Credo!
Beijos, e uma linda semana,

PS: Sobre suas escolhas, acho que nem preciso dizer o que penso :)

Marcelo Mayer disse...

bethania... sempre ela! saravá no canto de ossanha

e cara, muito obrigado pelo comentário. haverá homossexuais que ficarão revoltados, mas não ligo. é aquilo mesmo que penso. não aceitar que é homem é o maior preconceito. aceitar que é homem, porém gay é totalmente respeitável

muito obrigado. pq vc faz parte de que não levanta a bandeira. vc faz parte que vive, simplesmente.

abraços

Nanes! disse...

Olá =]
tava sumido menino.

fazendo uma visitinha basica -^

bjo

José Rasquinho disse...

Hoi Hugo!
também eu quero que tenhas uma boa semana!
Muito boa esta tua série dos Orixás!
Abraço.

SAM disse...

Êpa Heji!


Lindo post e video, amigo! Muito boa e esclarecedora.


Eparreeeeeeeee!

Coisas de Leo disse...

EPERREI IANSÃ

ADOREI...PARABENS

Maria Dias disse...

Oi Hugo tudo bem?

Acabei por perder a postagem de Yansã e as outras dos outros orixás por falta de tempo mesmo.
Como estou meio sem tempo nao vi na janelinha as chamadas de todas as postagem perdendo justamente a q fala de Yansã.Mas como vi outros vim aqui ver se já tinha postado sobre ela.Então percebi q perdi sim.Bem , nada q não pudesse reparar voltando uns dias na tua postagem. Li com bastante atenção tudo sobre ela...Quando estive na Bahia trouxe uns cartões com todos os orixás q tenho guardado até hoje(bem, acho q quase todos)pq já ouvi falar de algunms q não contém nesta coleção...Interessante a ligação dos orixás como por exemplo Yansã ser uma das mais apaixonas de Xangô(os filhos de Yasã quando amam sao mesmo apaixonados feito as tempestades...Aproveitando vou te contar uma coisa q me aconteceu quando eu nem tinha curiosidade sobre os orixás...Lembro q corri um determinado perigo e num sonho Oxum maré veio me avisar sobre,como nao entendia nada perguntei pra uma amiga se existia Oxum maré(pois achava q só existia Oxum)minha amiga disse q sim entao pensei q meu orixá fosse Oxum maré, até q um dia me falaram q sou filha de Yansã e me parece q estes dois têm uma forte ligação como amizade, na verdade dizem q sou seis meses Oxum e seis Yansã e durante o ano me sinto numa época calma e preocupada com casa e familia nos outros seis ou mais livre e rebelde e lutadora...rs...Daí acho q Yansã está perto(e quando isso acontece gosto bastante pq ninguem me segura...rs...).Na verdade varias pessoas me falaram sobre isso inclusive aí na Bahia(mas ai só falaram de Yansã).Achei muito interessante o aviso de Oxum Maré q passei tb a ter curiosidade e simpatia.Ah! queria q me tirasse uma duvida(existe um orixá chamado Nanã?)existia uma musica na novela senhora do Destino(vc lembra?) q vivia a tocar na novela este belo canto de Nanã e q comprei o cd na época só por conta dele mas me falaram q é um canto de Umbanda vc conhece? Ah parabéns pela iniciativa das postagens!

Beijinhos

Graça Pereira disse...

Yansã a deusa portectora das tempestades, comparada a Santa Bárbara da Igreja católica que nos proteje das trovoadas... Interessente! Não haverá tambem mais parelelismos com os nossos santos?
Um beijo
Graça

Raquel Cecília disse...

EPAHEI OYÁ! EPAHEI IANSÃ!

Essa é minha mãe, guerreira, mulher, feminilidade a flor da pele e força soprando em seus ventos!

Quem toma conta do meu ori é a Iansã Igbale, conhecida como Iansã de Branco ou Iansã do Cemitério, porque é a qualidade de Iansã que tem fundamento com Obaluae ou Omulu, e trabalha ao lado dele guiando os eguns (espiritos desencarnados) para seus destinos no mundo espiritual.

Na casa onde eu vinha me desenvolvendo me disseram que eu era Ekedi, mas descobri que não era verdade, e agora trabalho meu desenvolvimento recebendo meus guias e protetores esperando o dia em que chegará a hora de receber minha mãe! Quanta honra!

Agora estou curiosa... Quem toma conta do seu Ori? Você incorpora ou é Ogan? Vai ser ótimo ter um blogueiro do espiritismo africano para trocar figurinhas! =^^=

Bjinhu