segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Era uma vez, mas eu me lembro como se fosse agora...



Eu queria ser trapezista, minha paixão era o trapézio. Me atirava do alto na certeza que alguém segurava-me as mãos não me deixando cair. Era lindo mas eu morria de medo, tinha medo de tudo quase: cinema, parque de diversão, de circo, ciganos, aquela gente encostada que chegava e seguia. Era disso que eu tinha medo. Do que não ficava pra sempre.Era outra vez outro parque, outro circo, ciganos e patinadores. O circo chegou a cidade, era uma tarde de sonhos e eu corri até lá. Os artistas se preparavam nos bastidores para começar o espetáculo e eu entrei no meio deles e falei que queria ser trapezista. Veio falar comigo uma moça do circo que era a domadora, era uma moça bonita, mas era uma moça forte, era uma moçona mesmo. Me olhou, riu um pouco e disse que era muito difícil mas que nada era impossível. Depois veio o palhaço Polly, veio o Topsy, veio Diderlang que parecia um príncipe, o dono do circo, as crianças, o público... De repente apareceu uma luz lá no alto e todo mundo ficou olhando, a lona do circo tinha sumido e o que eu via era a estrela Dalva no céu aberto.Quando eu cansei de ficar olhando pro alto e fui olhar para as pessoas, só aí eu vi que estava sozinha.
.
.
[Antônio Bivar]
.
.

Esse texto foi narrado por Maria Bethânia no disco Drama 3º Ato, em 1973. 
.

18 comentários:

Suziley disse...

Oi, Hugo, passei para lhe desejar um bom dia, boa semana :)

EDER RIBEIRO disse...

O circo é um mundo a parte, encanta, fascina e nos traz boas recordações. Abçs, querido Hugo.

Carla Fernanda disse...

Lindo conto Hugo!
Boa noite!
Carla

Carla Fernanda disse...

Andas sumido amigo!
:D
Bom feriado!
Carla

Xanele disse...

Vim dizer bom diaaa...
bjs Xan

UN VOYAGEUR SANS PLACE disse...

Olá, senhor Hugo. Gostei muito desse pequeno texto. Em suma, toda a vida é um circo, e nós somos trapezistas (ou seremos palhaços)...

Au revoir.

Max Coutinho disse...

Oi Hugo!

Devemos sempre seguir os nossos sonhos: nada é impossível quando o universo nos empurra para o nosso destino, e temos a coragem para o deixar empurrar-nos.

Um abraço

Diogo Didier disse...

Perfeito!

Graça Pereira disse...

É um texto maravilhoso...cheio de magia!
Adorei!
Beijo e bom fds.
Graça

Cacá - José Cláudio disse...

Ou, Hugo! Eu tinha esse vinil, perdi, depois consegui achar o CD e comprei. Pra mim é o melhor de todos os discos da Bethânia. Meu abraço. paz e bem.

Valdeir Almeida disse...

Hugo, te desejo um ótimo final de semana.

Abraços.

Flor de Lótus disse...

Oi,Hugo!Esse texto é lindo!
Um ótimo findi!
beijosss

Anônimo disse...

Fiquei impressionado com a maneira como você expressa seus pensamentos sobre Blogger: Nosso-Cotidiano - Postar um comentario. Eu não posso acreditar que alguém pode escrever uma história surpreendente sobre como thet eu amo Blogger: Nosso-Cotidiano - Postar um comentario.

Evanir disse...

Hoje venho desejar um
feliz final de semana.
E deixar um convite
venha dar uma passadiha
na minha postagem .
E meu aniversáro.
Bjs com carinho.
Evanir

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Hugo!
Hoje acordei cantando com a Bethânia e claro..............me lembrei de você. Faz tempo que não passo por aqui, mas não se importe, tenho você no coração.
Beijo para um lindo domingo.
Ah! as músicas eram essas....
http://www.youtube.com/watch?v=5-WMI8dqubk&feature=share
Astrid Annabelle

Wevertton disse...

Ola. Passa la quando puder, tem novidade no blog.

Abraços

Daíse disse...

Q saudade daqui e adorei a cara nova!!!!!
Bjo!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Tudo que Bethania
faz, inspira
o belo...

Lindo texto
e preciosa narração.

Viver é sentir os sonhos
com o coração.