quarta-feira, 10 de março de 2010

A sociedade do consumo


Temos que fazer uma crítica a esse caráter perverso de uma economia baseada somente na acumulação do capital, que, além de excluir as pessoas da condição de uma vida digna, também gera uma antropologia equivocada, de achar que o ser humano é aquilo que consome.
.
.
[Jung Mo Sung]
.
.

18 comentários:

Majoli disse...

Saudades de você Hugo...você sumiu lá do Rabiscos.

Beijos com carinho meu amigo.

Marcelo Mayer disse...

e ninguém abre mão disso

lis disse...

difícil a essa altura modificar, só com movos comportamemtos, talvez a nova geração, os jovens que estão aí
estão perdidinhos rsrs
abraços, Hugo.
fazes falta quando demora

Vivian disse...

...a maioria se esquece
de 'ser', em detrimento
do 'ter'...

que pena isso, né Hugo?

bj, querido!

Wanderley Elian Lima disse...

Infelizmente Hugo, hoje o homem vale pelo que consome e pelo que tem. Essa é a sociedade capitalista.
Bjs

Fatima disse...

E o Jung Mo Sung sugere?
Bjs.

Xanele disse...

Um lindo dia pra ti
beijos Xan

Daniel Savio disse...

Mas Hugo, infelizmente fomos doutrinados para sermos assim (agora temos de fazer um caminho maior ainda para voltarmos para a direção certa)...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Drigo disse...

esse pensamento soh gera mais e mais distanciamento.


bjitos...

Arsênico disse...

nOssa... sabias palavras... palavras que nunca me canso de repetí-las...

Odeio esse capitalismo ditador... e as pessoas que se deixam levar por ele!

***

:D

- gabs, disse...

e como consome viu? acho que estou me viciando em consumir, será doença? tudo o que vejo quero...

gostei de ver sua presença no meu blog, viu? me perdoe pela ausencia. um grande beijo s2

May Santos disse...

Acabou-se o valor do SER! Agora o que importa é o ter...

Infelizmente é assim que nossa sociedade vem existindo...

Beijos pra ti

Graça Pereira disse...

O tsunami... estás ver? Leva tudo á frente e as pessoas esquecem tudo: valores, princípios, dignidade e...vão na onda!! Há retorno? Sinceramente, Hugo, não sei mesmo!
Beijocas
Graça

Serginho Tavares disse...

alguns com muito
outros sem nada

:/

Sanzinha disse...

Hugo, passei pra deixar meu beijo e avisar que tem novidade lá no blog.
Passa lá pra nos dar sua sugestão.

Beijo grande!

Elaine Barnes disse...

É por essas e por outras que as vezes prefiro descrever a vida e a morte de uma vela rs...Ela resolve nosso problema quando tudo está escuro.Enquanto uns acumulam com avareza,outros sucubem por esse desequilíbrio. Montão de bjs e abraços iluminados

Pérola disse...

O ser já foi excluído a muito tempo,o q está prevalecendo é o ter e salve-se quem puder.
Dói.
Parabéns pela postagem.
Um beijo.

Vanderson disse...

Já dizia o poeta "a vida é um jogo" e tem gente que não sabe jogar!!
abraço!