quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Síndrome da Pressa


Imagine um velório onde as pessoas se despedem do morto sem sair de seus carros: basta entrar numa fila, estacionar por alguns minutos e, da janela do veículo, o motorista e seus acompanhantes podem registrar sua presença ver o caixão e prestar ao morto uma última homenagem. Brincadeira de mau gosto? Antes fosse. Os velórios drive-through, no estilo McDonald’s, já são uma realidade nos Estados Unidos. E, por mais absurdos que pareçam, são apenas uma das milhares de manifestações de uma das características mais definidoras da nossa época: a pressa. Recentemente, entrevistei o escritor canadense Carl Honoré, autor do livro Devagar (Editora Record), sobre a aceleração dos nossos tempos e, além do velório drive-through, ele apontou, como exemplo da pressa sem sentido, um “curso de ioga par quem não tem tempo”! Não é à toa que o filósofo Mario Sergio Cortella diz que, hoje, a gente olha para o relógio, não para saber que horas são, mas para ver quanto tempo falta. Estamos sempre correndo para fazer alguma coisa. E, cada vez mais, expressões como “superatrasado”, “em cima da hora” e “morrendo de pressa” fazem parte do nosso vocabulário – e das nossas angústias.
.
É dentro desse espírito que adotamos o hábito de conciliar – ou forçar a convivência – atividades que normalmente exigem atenção. Dirigir falando ao celular; ler com a TV ligada; responder e-mails enquanto engolimos o lanche da noite; coordenar uma reunião atendendo ao celular a cada cinco minutos. Multitarefas? É o nome que se dá a essa capacidade de somar peras e bananas – que, para alguns, é virtude, para outros, loucura. Carl Honoré lembra que as pesquisas mais recentes vem demonstrando que nosso cérebro não é tão bom em multitarefas quanto pensávamos. Podemos até fazer várias coisas ao mesmo tempo, mas a chance de fazê-las bem-feitas é mínima. E o desgaste mental costuma se imenso.
.
“A velocidade vicia”, adverte Honoré. E, como todo vício, pode trazer prejuízos para a saúde. Estimulados pelo ritmo e pelas possibilidades da tecnologia, temos tentado imprimir às nossas vidas uma aceleração que, quase sempre, se traduz em irritabilidade, ansiedade, cansaço e, acima de tudo, uma intolerância imensa com nossos próprios limites e com o ritmo mais lento de outras pessoas. Querer fazer tudo às pressas, ou tudo ao mesmo tempo, tem nos roubado de nós mesmos. Voltar a fazer uma coisa de cada vez, quando for possível, pode soar banal, mas nos deixa mais próximos da tão sonhada qualidade de vida. Viver com o pé no acelerador, como se tudo fosse “para ontem”, é castigar o presente e – o que é pior – pode comprometer nosso futuro.
.
.

[Leila Ferreira, jornalista]
.
.
P.S. Imagem do fotógrafo italiano Giulio Di Sturco, feita no backstage da semana de moda indiana, em Nova Déli. A foto venceu na categoria sobre reportagens de artes e entretenimento 2009.
.
.

63 comentários:

HSLO disse...

Galera desculpa pela ausência. Estava no corre corre em meu trabalho, mas já estou de volta e vou passar no blog de cada um.



Abraços


Hugo

Enrique Coimbra disse...

Está de volta! aee! Velocidade vicia mesmo, falei.

Felina Mulher disse...

Hugo, perfeito este texto! Tu sabes que até msm aui na blogosfera as pessoas costumam dizer...olha, passando rapidinho, pq estou correndo...kkkk....corremos o dia todo, acordamos atrasados, chegamos atrasados no trabalho,mal cumprimentamos o nosso vizinho, não temos mais tempos para nossos filhos...uma loucura.

Bom que vc voltou....sem pressa!

Beijinhos...durma bem.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Um texto preocupante cheio de verdades. Hoje as pessoas não têm tempo para nada, nem para serem felizes, o ter continua sendo mais importante que o ser. Lamentável.
Beijão

Daniel Savio disse...

Sem ofender, mas penso levanto do tumulo se pessoal vim no meu velório deste jeito...

Pior que este padrão multi tarefa é quase obrigatório no trabalho de cada, pois tem de ser feito relatório, conferênciae algum coisa e etc...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Fatima disse...

Texto da Leila é tudo de bom né.
Tenho algumas sindromes(rs), mas esta não.
Bjs.

J. M. disse...

Adorei o post. Realmente, tem MUITO a ver com o meu e não foi plágio tá? rsrsrsrs. Não, eu não quero viver de forma corrida. Quero ter os meus dias para vadiar...sem pressa, contemplar o belo em São Paulo. E eu irei me permitir isso SIM! Agradeço pela visita! Volta sempre, tá? Passarei aqui mais vezes também. Abração.

Luciana disse...

Oi Hugo

Ótimo texto as pessoas tem tanta pressa que esquecem de ser felizes.

Bjs
Lu

Pérola disse...

Boa noite minha querida.
Amei a sua postagem.
A pressa é inimiga da imperfeição.
Um beijo grannnnnnnnnnde.

Sentimental ♥ disse...

atire a primeira pedra quem não tem pressa e não vive da correria... é normal, a falta de tempo se tornou uma extensão do ser humano...

Humana disse...

Meu querido Hugo, até tu "estavas no corre, corre". :D
Há um ditado antigo que diz que "a pressa é inimiga da perfeição" e eu concordo absolutamente.
O texto está fantástico e descreve bem como se vive nos dias de hoje. Por isso a vida passa a correr!
Beijinhos meu amigo.

Angélica Lins disse...

Hugo,

Deixei o acesso ao meu blog apenas à leitores convidados. Gostaria de lhe enviar um convite. Envie seu email do blog para o meu: angelica3292@gmail.com.

Aguardo retorno!
Abraço

Angélica Lins disse...

Hugo,

Deixei o acesso ao meu blog apenas à leitores convidados. Gostaria de lhe enviar um convite. Envie seu email do blog para o meu: angelica3292@gmail.com.

Aguardo retorno!
Abraço

Paulo Braccini disse...

pois então, eu já fui vítima desta síndrome e como sofri ... felizmente a vida me fez ver q a tal pressa é uma das coisas mais idiotas da vida ... tudo acontece no seu devido tempo ... não conseguimos mudar isto ... a pressa só gera stress mais nada ...

bjux

;-)

André Mans disse...

por isso que eu estou pensando em parar

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom Dia !!!!

A Felicidade maior, está dentro de nós mesmos.

O que satisfaz o nosso ego,
que preenche este espaço chamado Felicidade,
é saber que alguém é feliz só por saber que você existe
e se faz presente em todos os momentos de nossa vida.

Que seu dia seja repleto de conquistas e vitórias.

beijooo.

Mulher Asterísco disse...

Nossa!! Velório drive-through é realmente impressionante!
Queria saber se lá existem os engarrafamentos causados pela redução de velocidade dos curiosos da pista ao lado quando tem um acidente?
Seria no mínimo curioso se as pessoas não pudessem se demorar no enterro porque perderam tempo olhando o acidente fatal...

Bj

Lou a esquizoffrenica disse...

é tu tens razão, eu estou numa fase dessas, com montanhas de coisas para fazer ao mesmo tempo, e depois o corpo é que paga. e sim acredito que a pressa é inimiga da perfeição e que se torna viciante. obrigado por me lembrares de tudo isso, beijo

Maria Lúcia disse...

Oi
HSLO
Eu hoje está pensando,
o que fazer primeiro.
Tanta coisa pra fazer.
Gostaria de ter mais tempo.
No velório as pessoas que
ficam é que precisam de carinho.
Que bom que está tendo um tempinho
pra blogar.
Beijos...
Lúcia.

Dauri Batisti disse...

Passando por aqui deparei com este artigo sobre a pressa da jornalista. Bom ler sobre isto, a leitura funciona como um alerta. Valeu.

Xanele disse...

A gente olha para o relógio, não para saber que horas são, mas para ver quanto tempo falta.

Refem dos´ponteiros...rsrs

bjsss Amore

Marcelo Mayer disse...

hahaha
sensacional

Entre o Real e o Virtual disse...

Oi Hugo!

Me indentifiquei muito c/ este post.
Eu vivo atrasada e correndo contra o tempo!
Isso faz mal e muito mal mesmo!
Preciso frear isso! hahaha

Beijos,
Gi.

Neto de Castro disse...

é verdade, a pressa é coisa de louco.. e somos todos loucos. ótimo texto, obrigado por compartilhar conosco! até tu tava no corre corre do trabalho kkkkkkkkk

seu blog é ótimo!

abraço!

Dani disse...

velórios drive-through, ioga pra quem nao tem tempo??

kk aff

o mundo tá de pernas pro ar!

todos com mta pressa... sem tempo até de olhar pra dentro de si e refletir sobre o que temos feito com as nossas vidas...

hum, complicado!

bjss ^^

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Considerando a pressa...

Desgastante. Cansativa. Inapropriada à reflexão. Intensa e nem sempre frutífera.

Sou daqueles que põem pingos nos is com o devido cuidado, que é pra palavra não sair dizendo os não-ditos. Sem pressa, como convém aos humanos que se bastam humanos (e não desejam ser máquinas, “fast-alguma-coisa”).

Abração, Hugo! Grato pelas visitas oportunas!

===

Marcos Campos disse...

Com certeza a palavra é DESACELERAR!!
Abraçço!

Vaca Jersey disse...

Curti! Welcome back, man! Hugz!

Mauri Boffil disse...

mas no ritmo que as coisas andam... infelizmente temos que ser rápidos e ligar tudo no modo rush.
Um mega abraço

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querido!
Adoro as suas visitas*************

*O DIA DE HOJE
Ofereço aos amigos inesquecíveis

O dia de hoje é o mais importante na vida

O dia de hoje deve merecer total prioridade.

Só hoje se pode ser feliz

O amanhã sabe-se lá se chegará,

e o ontem já foi muito tarde para ter sido feliz.

A maior parte das nossas dores é fruto

dos restos do ontem

ou dos medos do suposto amanhã.

Viva o dia de hoje!

Viva feliz!*

Muito obrigada pelo carinho, Hugo*****
Beijos da Renata, na sobrevida, +++++ bem melhor de saúde ************

Hod disse...

Embarcados no jargão popular americano que Tempo é Dinheiro todo ocidente perdeu muito.
DEixar de apreciar ou saborear por pressa é o mesmo que fazer sexo com um grão de areia na camisinha, não importa se o grão de areia vai estar por dentro ou por fora da camisinha.

Obrigado por sua visita e gentis palavras.

forte abraço amigo Hugo, excelente post.

Bom Carnaval e até mais.

Hod.

Marcos Pinheiro disse...

DE-SEM-PRE-GA-DO #prontofalei - Deposite a sua palavra amiga e sincera, não esquecendo da contribuição com R$10 na minha conta bancária! http://pontodecontinuacao.blogspot.com/2010/02/de-sem-pre-ga-do-prontofalei.html

Carolinne disse...

É verdade!

Sarah Slowaska disse...

É verdade, tenho pensado em tudo isso nos últimos tempos. O Povo corre de um lado para o outro, e se perguntarmos porque correm tanto, e se analisarmos com eles todos os prós e os contras desta correria, verão que essa pressa toda é perda de tempo.
Correr é uma perda de tempo, e não um ganho....

gostei do post :)
beijinho

Renato Orlandi disse...

Um "corre" no seu trabalho? rs...

Achei super interessante o texto, e bem verdadeiro, pensando nisso reparo q eu faço mtas coisas ao mesmo tempo :o estou chocado rs.

Bjao!

Déia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

n creio que existe esse tipo de velório !!! kkkkkkk Parece piada!!! kkkkkkkk

Mas a pressa, cada vez mais apressados e com menos tempo!
É a doença da vez!

Quero sarar disso....

bj

Silvana Nunes .'. disse...

Boa noite.
Não sei o que está acontecendo com o meu blog. Ele excluiu as pessoas e não estou conseguindo incluir, está dizendo que você bloqueou a minha entrada. Pela manhã quando eu fui postar, entrou uma mensagem dizendo que o meu blog havia sido excluído. Só quase na hora do almoço ele voltou ao normal. Pensei que fosse algum tipo de manutenção, mas agora uma blogueira me mandou uma mensagem se dizendo aborrecida poir tê-la excluída e eu nem sei como fazer isso. O pior é que aqui está acontecendo a mesma coisa, não consigo adicionar você. Se souber como resolver isso, por favor me avise. Pois não tenho idéia do que pode estar acontecendo e nem onde me reportar para tentar solucionar.
http://www.silnunesprof.blogspot.com
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...
Quando eu tento adicionar você, diz a mensagem que o proprietário bloqueou o meu login. Não entendi nada. Será que fiz alguma coisa que aborreceu? Se fiz, por favor me desculpe.
E eu que sou meio atolada para lidar com certas coisas, nem sei o que fazer para resolver isso.

Graça disse...

Hugo!!!

Muito grata, meu amigo pelas incontáceis visitas...

Eu ia te dizer duas coisas, mas já disseram acima:

rsrs...

"até tu, Brutus?"

e a segunda:

realmente, o jeito é desacelerar, mesmoooooooooo.

Beijos grandes, menino lindo.

Bia disse...

Olá, sou irmã do Neto, me segue?

Bia disse...

Sou irmã do neto, do blog Pensamentos de Castro, eu estou seguindo teu blog, retribui?
beatrizgomesdecastro.blogspot.com

Lucas disse...

Curti ler isso, mas, ultimo ano de facul é inevitável correr contra o tempo rsrs tenho certeza que ano que vem recomeço um pouco minha vida vagabunda onde o relogio so me diz a hora de entra no trabalho, ir em festas e academia rsrs
a escravidao do relogio é inevitavel

abraços

Flor ♥ disse...

Hugo, que postagem maravilhosa... a fotografia um verdadeiro achado! E o texto é uma realidade com a qual convivemos... infelizmente!

Um beijão prá ti!

Dalva disse...

Nossa!!! A que ponto nós chegamos, hein? Além de fazer mal a nossa saúde, seja física, emocional ou espiritual, a pressa nos torna patéticos... vendo essa excelente fotografia é que caimos na "real"...

Ótimo post, Hugo!

Um beijo grande!

Dalva disse...

Nossa!!! A que ponto nós chegamos, hein? Além de fazer mal a nossa saúde, seja física, emocional ou espiritual, a pressa nos torna patéticos... vendo essa excelente fotografia é que caimos na "real"...

Ótimo post, Hugo!

Um beijo grande!

Marcelo Novais disse...

genteee q trevaaas isso
rs

marcelo dalla disse...

Fala queridão! Saudade de vir aqui...
Mas que horror esses "velórios drive-through". Credo. Essa cultura americanóide da pressa e do descartável tá mesmo destinada à ruina...
Há um movimento oposto na europa: a cultura do "slow-down". Eu tô nessa!
Grade abraço e bom carnaval pra ti!

Vivian disse...

...quem tem pressa come
cru e quente...rsrs

beijinhos sem pressa...

muahhhhhhhhhhhhhhh

Ronaldo disse...

Oi minha amiga

Tudo em paz por ai?

Passei para desejar um excelente carnaval para voce.

Bjs com carinho.
Ro

Sônia disse...

É uma loucura mesmo!
E cada vez corremos mais, e mais e mais...
As vezes, me pergunto:
correr tanto pra quê??


Bom feriado Hugo.
Um abraço!

Fátima disse...

No velório pode passar reto, queremos presença e carinho enquanto podemos retribuir e sentir.
De qualquer forma é o fim do mundo o drive-through.

Essa pressa a nós imposta pelo sistema de sobrevivencia e de adequação às exigencias do mundo moderno, nos rouba a sensibilidade...o tempo de amar e se deixar ser amado...de perceber um sorriso um olhar de carinho...
Estamos nos robotizando, infelizmente.

Perfeito o post.
Bom carnaval e um lindo dia.
Abraço.

Vaca Jersey disse...

Hehehe! Pode deixar que vamos te arrumar uma vaga na equipe técnica do VJFC! Hugz, Hugo!

Ronaldo disse...

Li num outro blog algo parecido.

precisamos de freio, frear a vida.

bom carnaval

Bela Lima disse...

É, e a tendência é ficarmos cada vez mais "acelerados", fazendo coisas demais e vivendo de menos...

Gostei muito desse texto! Parabéns!

To seguindo ;*

Pelos caminhos da vida. disse...

Um ótimo carnaval pra vc amigo.

beijooo.

minhas pinturas disse...

Que loucura tanta pressa! Mas diante disto estou decidida: vou mandar instalar um motorzinho no meu pulso da mão direita, para eu pintar meus quadros com mais rapidez, e outro no da mão esquerda para escrever no blog, comentar, postar, aproveitar e fazer algum trabalho manual, alguma decoração em casa, jardinagem, preparar um lanche,
dirigir com uma das mãos, acarinhar meu maridão, (afinal nem só de pão se vive), e tudo o mais que a rapidez me permitir executar. Uf! Cansei.
Bjs. Léah

- gabs, disse...

Meu Deus. Parece um absurdo mesmo, mas os americanos tem uma vida agitada. Mas poxa, é brincadeira isso! é alguém importante pra uma pessoa e ela só passa de automovel joga uma flor = e olhe lá - e vai embora? é muita sacanagem, é falta de senso, eu acho.
Sem contar que eles vao viver de automoveis agr? acho que passo a acreditar que o fim do mundo está mais proximo (CO² na atmosfera = aquecimento global = THE END)

Beijos, bom Carnaval pra você!

Dil Santos disse...

Oi Hugo, tudo bem?
Eu penso que tempo é relativo, quando queremos, encontramos tempo sim. E se essa moda pega sei não, rs
Ai menino, q bom q gostou
Abraços
:)

Sanzinha disse...

É bem verdade o que diz esse texto.
Com a maioria hoje é assim.
Mas eu ainda posso dizer que essa pressa não me alcançou. Por enquanto tenho conseguido me manter longe da correria.

Beijo, Hugo!
ótimo fim de semana!

Eu e a solidão disse...

Nossa, a pressa realmente tem acabado comigo, tanta coisa pra fazer que o dia no mínimo precisaria de 26 horas...

E retribuindo a sua visita(desculpe a demora), e vi uma pessoa que amo, como sua fonte de inspiração...Bethania. já amei tudo aqui!

Bom carnaval...

Beijos!

Vladir Duarte disse...

"Tamanha pressa de chegar a nenhum lugar, só pra ter a sensação de que a vida passa assim como um tufão"

Nos dias atuais, a pressa para tudo mesmo. Uma pena; há coisas que só a paciência, o tempo e a observação prolongada são capazes de desvendar.

Abração!

Luci Cardinelli disse...

É cada uma que a gente vê, não? Sempre me pergunto onde vamos parar :(

bom feriado!

railer disse...

vivemos numa sociedade imediatista, onde tudo é pra ontem.

Augusto disse...

Olá HSLO,

A título de colaboração, envio-lhe o artigo que fiz com o seguinte título: "Por que somos obrigados a fazer tudo com pressa? versus Apressa-te devagar!"

Você poderá encontrá-lo nos seguintes sites:

www.administradores.com.br/informe-se/artigos/por-que-somos-obrigad...

www.felicitas.com.br (ao acessar esse site clique em "textos indicados")

Tenho a certeza de que poderá servir para uma boa reflexão sobre os dias atuais.

Abraços,

José Augusto Dantas