sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Eu...

.
Eu fui obrigado a conhecer o avesso do mundo. Pra sobreviver à dor de não entender o que tinha acontecido, à dor de te perder, tudo. Eu tive que nascer pra vida da cidade. Não a vida social, mas a vida da cidade e de seus cantos esquecidos. O lixo do lixo. Eu me perdia pela cidade, anônimo, e esse anonimato era um vício. Eu não ter meu nome me absolvia de tudo. Eu me embebedava do desejo cego por qualquer um... E assim, eu me iniciei na solidão coletiva dos que não têm nada a perder. Mas, talvez, eu tenha até mais que os outros a tentação de corresponder ao bem. Uma tentação tão grande e absoluta, um desejo de corresponder de forma tão total, que paradoxalmente me tornou e me torna escravo cego de minha escuridão. E quando essa escuridão me possui, eu até a confundo com uma espécie de bem-aventurança.
.
[Fauzi Arap]

20 comentários:

HSLO disse...

Desculpe a ausência no blog de vocês galera...hoje começo a visitar todos.

abraços

Hugo

Hod disse...

Olá amigo Hugo.

Então amigo, esse intervalo chamado vida nos impõe cada uma....!!

Obrigado por sua visita em dia tão paradoxal!!

Podes enviar o dia de seu niver? pode ser email.

Forte abraço amigo, com muitas bençãos!!

Hod.

Fatima disse...

"E quando essa escuridão me possui, eu até a confundo com uma espécie de bem-aventurança."
Meu Deus!
Gostei. Vou conhecer o autor.
Bjs meu querido.

Florentino disse...

é muito bom aprender todos os dias como hoje.

Pelos caminhos da vida. disse...

Ficou Show seu blog, eu ainda não encontrei um layout que se identifique com meu blog.

Bom fim de semana pra vc amigo.

beijooo.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá querido amigo, voltei.
Obrigado pela força dada durante minha ausência. Valeu
Seu novo blog ficou 10.
Bjux

Mateus, O Indolente disse...

Oi, Hugo, obrigado pela visita ao meu blog. Espero que volte sempre.

Abraço.
Cinema para Desocupados

. intemporal . disse...

.

. da assertividade de um momento de dentro . onde me a.dentro neste texto sublime .

. parabéns ao autor .

. e que este teu espaço seja sempre assim, do avesso .

. do avesso do avesso .

. um bom fim de semana .

. abraço.te .



. paulo .

.

paula barros disse...

A escuridão e a solidão as vezes nos engole, ou nos tornamos cúmplices delas.

Bandys disse...

Que intenso!

Não conhecia!

Beijos moço

Majoli disse...

Amei a nova imagem do seu blog Hugo, ficou linda, tem o seu jeito de ser.

Gostei do texto, ele é super forte, nos toca por demais.

Tenha uma linda noite e um excelente domingo.
Beijos.

Vladir Duarte disse...

Belo texto!

Valeu pela visita...

Ahh, o blog tá lindão, parabéns!

Paulo Braccini disse...

pois então ... sentimos sua falta ... acostumamos com sua sensibilidade compartilhada ... bem vindo querido nesta sua volta ...

Fauzi Arap ... não conhecia ... já correndo atrás para uma maior intimidade ... adorei ...

bjux

;-)

Everson Russo disse...

Um forte abraços pra ti amigo e uma belissima semana....

.Lis disse...

Oi Hugo
Também estou ausente, anda viajando pelas praias ,aproveitando o verao com muito sol.
Achei lindo o formato do blog ,voce deixou a sua marca no título e inovou nas cores, senti falta de mais fotos suas,mas está perfeito,Hugo.Parabéns.
Talvez dê uma mudadinha nas cores lá do flor de lis também,nao tenho muita intimidade com templates, mas vou aproveitar as sugestoes dos seus amigos, pode?
Linda semana, meu abraço

Olavo disse...

È a vida nos traz de tudo..
Abraços

Poeta Mauro Rocha disse...

Que texto e essa solidão que faz calor e depois faz frio.

Um abraço!

Marcelo Novais disse...

Tentooo tensooo heeein amigoo
ameiii!
bjoos!

Pelos caminhos da vida. disse...

DESEJO DE TUDO...
UM POUCO !

Sensibilidade ...

Para não ficar indiferente
diante das belezas
da vida ...

Coragem ...

Para colocar a timidez de lado
e poder realizar o que tem vontade.

Solidariedade ...

Para não ficar neutro
diante do sofrimento da humanidade.

Bondade ...

Para não desviar os olhos
de quem te pede ajuda.

Tranquilidade ...

Para quando chegar ao fim do dia,
poder deitar e dormir o sono dos anjos.

Alegria ...

Para você distribuí-la,
colocando um sorriso no rosto de alguém.

Humildade ...

Para você reconhecer
aquilo que você não é.

Sinceridade ...

Para você ser verdadeiro,
gostar de si mesmo,
e viver melhor.

Felicidade ...

Para você descobri-la dentro de você
e doá-la a quem precisar.

Amizade ...

Para você descobrir que,
quem tem um amigo,
tem um tesouro.

Esperança ...

Para fazer você acreditar na vida
e se sentir uma eterna criança.

Sabedoria ...

Para entender que só o bem existe,
o resto é ilusão.

Desejos ...

Para alimentar o seu corpo,
dando prazer ao seu espírito.

Sonhos ...

Para poder, todos os dias,
alimentar sua alma.

Amor ...

Para você ter alguém para amar
e sentir-se amado.

Para você desejar tocar uma estrela,
sorrir para a lua.

Sentir que a vida é bela,
andando pela rua.

Para você descobrir que
existe um sol dentro de você.

Para você se sentir feliz
a cada amanhecer
e saber que o amor
é a razão maior para viver.

Mas, se você não tiver um amor,
que nunca deixe morrer em você,
a procura.
O desejo de o encontrar.

Tenha de tudo, um pouco...

E SEJA FELIZ!

Boa semana para você!

beijooo.

Minhas Pinturas disse...

Essa é uma verdade que tentamos não ver, não ouvir, não saber para não sofrer, mas...
beijos
Léah