domingo, 6 de setembro de 2009

Filhos da Ignorância

Faço um trabalho de voluntária no Hospital de Doenças tropicais aqui em Goiânia, e a maioria dos infectados são soro positivo, meu trabalho é junto as crianças soro positivo e órfãs de pai e mãe.
Em uma das minhas visitas ao hospital, conheci a Ana Paula. Uma Moça linda! 27 anos, e uma puta vontade de viver e ser feliz! Nos tornamos grandes amigas e confidentes.


(Aquela jovem estudante deveria terminar a faculdade no meio do próximo ano, e, noiva de belo rapaz, planejava casar-se dois anos após). A faculdade terminou e um pouco depois, devido a uma crise de ciúmes, o noivado também. Tempos depois voltaram, reataram o noivado e marcaram a data do casamento.
Aquela jovem não sabe, mas o seu noivo teve alguns casos fortuitos depois que romperam, e inadvertidamente, não usou o preservativo. E o vírus HIV apadrinhará a infelicidade de seu casamento. Aquela jovem com Cinco meses de casada descobre que está grávida e no período do pré-natal descobre que também estava contaminada com o vírus HIV. O jovem esposo daquela jovem não suporta a culpa, a vergonha e o medo... Entra em depressão e morre dois anos após a descoberta de sua doença e que infectou sua esposa. Aquela jovem agora tinha pela frente trabalhos pra desenvolver, um filho pra educar... Graças a Deus e a ciência, o filho nasceu sem o vírus. Aquela jovem começou então a fazer palestras por todo o Brasil, sobre sua experiência e levando a galera e á faculdades mais informação de como se prevenir do vírus...“ È importante que as pessoas saibam que AIDS não tem mais a mesma cara, muito menos público alvo. Entre a juventude a presença do vírus HIV tem crescido principalmente na faixa etária de 15 a 19 anos, período de iniciação sexual. Em média, a pessoa infectada pelo HIV leva de 8 a 10 anos para começar a desenvolver sintomas da Aids. Muitas vezes, a pessoa só descobre que está contaminada quando começa a apresentar alguma infecção oportunista. Isto significa que as pessoas que se encontram na faixa etária que vai dos 21 a 30 anos de idade provavelmente se contaminaram ainda adolescentes.”


Já passava das 18:00 h quando meu telefone chamou, depois de alguns minutos resolvi ver quem era, estava no transito não podia atender á menos é claro, que fosse de algum lugar importante, e era.


Alô!
Oi Fer! Sou eu, Ana Paula!
Oi amor! Está tudo bem? Já está com saudades?
Então! Lembra dos nossos papos sobre sair do casulo?
Sim, claro que lembro! Pq.?
Hoje é o meu dia de sair do casulo, venha pra cá o mais rápido possível!
Ok, más antes vou em casa tomar um banho, ok?
Ok, e passe antes em algum lugar e compre vinho, marijuana, cigarro careta, e traga tbem alguns cds do Legião Urbana. Cazuza e Pink Floyd, ta? Ah! E um gravador portátil.
Nossa! Sinto que algo vai acontecer e sinto que vou gostar! Ahahhah
Quando cheguei no hospital, não á reconheci, não era a mesma Ana Paula de um dias atrás, era uma nova pessoa ali na minha frente, olhos brilhando, sorriso no rosto, cabelos penteados, estava linda!

Nossa! Vamos pra onde assim? Perguntei.
Vamos sair do casulo! Leva-me daqui pra algum lugar aberto onde possamos dançar gritar, e se possível voar
Fomos pra fora da cidade, encontramos um lugar alto que nos dava a vissão de toda a cidade visto de cima...Depois de muito vinho e marijuana. Dançamos, gritamos, cantamos e voamos!!!
... (Quando o sol se por, não quero estar mais aqui. Quero ter sumido junto com o sol e apagar as lembranças que deixei andar um novo rumo, em direção a um novo instante, com a certeza de que o que deixei, comigo não irá... e então eu seguirei, pelos cantos do horizonte, sob a luz da lua, voando entre a brisa, leve como o vento, pura como a rosa! Eu vou, eu vou... sentindo intensamente, eu vou! - Ana Paula 16/02/2008 ás 23 h)

 
Depois de nove anos com o vírus... Pela primeira vez aquela jovem está com a imunidade dela baixa, ficando suscetível a doenças oportunistas como as infecções. Depois de algumas idas e voltas para a UTI do hospital, aquela jovem não suportou e nos deixou no dia 19 de fevereiro de 2008 as 11:00 h.
 
S
I
L
Ê
N
C
I
O

Ao som de Pink Floyd "Shine On You Crazy Diamond" Syd Barrett Tribute

_________________________________________________________

 
Esse texto é da amiga Fernanda Magalhães que assina o Blog Brisa Feliz 

No mês de setembro o Nosso-Cotidiano completa 01 ano de vida, por isso durante essa temporada irei postar alguns textos e poemas, de amigos blogueiros que encantam o Nosso-Cotidiano.

42 comentários:

@philipsouza disse...

Puts,, chamou atenção hein...as vezes nao temos noção de nosso destino....esquecemos de viver com aquelas pessoas dias e horas inesqueciveis....a pessoa tem q ser valorizada e querida qndo vida..propiciando o maior carinho q pode.....

silencio a essa postagem final...

abraçao

Mahria disse...

Nossa q história...
Gostei mto de sua maneira de comerar 1 ano de blog, nos dar de presentes essas perólas, postagens de outros blog.

Bjinhos
Bom domingo...

Mahria disse...

Perdão *comemorar
(Nossa tenho q prestar atenção, escrever direitinho, afinal de contas esse é um blog de um pedagogo rs)

Bjinhos...

Daniel Savio disse...

História emocionante, mas o que foi feito do bebe da Ana Paula...

Respondendo a tua pergunta, é que quando ficar embarcardo vou ficar sem postar no Tesouro em Meio ao Lixão (dá preguiça de pegar algum texto bom)...

Fique com Deus, menino Hugo.
Um abraço.

Hod disse...

Alôha grande Hugo!! Raly legal para comemorar o niver do teu blog!!
Ignorância de uns comanda pela esperteza e manipulação de outros sempre foi o grande câncer. Gera o filho primogênito:
Preconceito que já vi definido em três palavras!!!!
Opinião sem conhecimento!!!

Bom Feriado e muitas bençãos
Alôha!!

Hod.

Andy disse...

Muito intenso este texto...
Obg Hugo por partilhá-lo connosco.

EDUARDO POISL disse...

Perdi uma amigo assim tambem, é triste.
Abraços

Mylla Galvão disse...

Belo texto Hugo... Mas achei que vc iria participar da minha blogagem e te increvi nela... Mas como vc não postou nada, então destes a entender que não iria participar...
Parabéns a teu blog pelo 1 ano de vida...
Abraços

Paulo Braccini disse...

contundente e exemplar esta narrativa e mais ainda a disponibilidade das pessoas para partilhar momentos intensos com outras ... enfim ... viver cada instante pois o instante seguinte não sabemos se o viveremos ...

bjux

;-)

Sαbrinα disse...

Nossa, uma grande história, porém triste.

É dificil fugir do nosso destino. E dificil aceitar o que é o nosso destino.
Historia essa, para a gente valorizar a nossa vida que é o que temos de mais precioso.

Beeijão :*

Valdeir Almeida disse...

Drama! Tristeza! Confronta quem não se cuida! Mas é triste. Entretanto, muitas vezes, é com o choque que as pessoas ficam alertas.

Abraços.

Gilson disse...

Hugo

Realmente o texto dessa sua amiga é de uma profundidade sem tamanho, e o mais importante ainda, não é um texto, é um alerta, um aviso um grito no escuro em que todos estão. Será que ainda serão necessários mais mortes como dessa menina.
Parabéns Hugo, você está comemorando um ano de Blog com material de primeira. Depois do Germano que arrasou vem esse texto profundo e grandioso pelo alerta principalmente.

Abraços

Bia Maia disse...

SILÊNCIO.......

Emocionada..........

Beijos e lindo feriado, meu querido...

Biazinha

. Cαroline Fαriαs ⋆ disse...

Realmente esse texto me fez refletir muito.
Gostei muito do post!
beijos e bom domingo!

PS.: tem post novo no blog.

Lohan disse...

Muito bom o texto amigo, de verdade!

abçs

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Hugo:
Perdi dois amigos e uma amiga assim, e tenho dois amigos que sobrevivem há 10 anos. O relato me comoveu e muito. Ainda bem que a criança nasceu saudável, agora é torcer para que nada aconteça.
Essa sua idéia de divulgar blogs no seu blog é excelente, pela diversidade.
Mandei-lhe um mail com um relato pessoal meu, baseado na resenha de um filme que fiz, só para vc me conhecer melhor. Espero que o tenha recebido.
Tenha um bom domingo!
Beijos,
Renata
PS: Esta canção me traz tantas recordações. Tenho o álbum, belíssimo, mas evito ouvi-lo.

Ж Raven disse...

Uma história de vida dura, mas luzente. Como muitas.
Parabéns e obrigado por teres partilhado connosco esta experiência de vida.
No silêncio, ficam certamente muitos momentos imensos de alguém que lutou até ao fim.

Um abraço rapaz ;)

O mar me encanta completamente... disse...

Olá,Hugo.
Passeando pelos blogs amigos,
encontrei o seu.
Gostei do seu cantinho.
Temas fortes, precisos,
e altamente reflexivos.
Parabéns.

Beijinho

Glória Salles

Tomei a liberdade de juntar-me aos
seus seguidores, para acompanha-lo
mais de perto.
Caso queira, junte-se aos meus, ficarei honrada.

Milena Vanessa disse...

A medicina não inventou um remédio para uma dor como esta... E Deus não sabe o que é dor. É por isso que nessas horas nos sentimos tão só.

Danilo Moreira disse...

Olá rapaz, adorei seu blog, vim tb retribuir a visita que fizera no meu. Mto obrigado pelo seu comentário!!!

De fato, por mais dolorosa e cruel que seja, a doença sempre nos deixa várias liçoes que carregamos para o resto da vida. Mto bacana esse texto.

Tá a fim de trocar links?


Abçs!!!!

http://blogpontotres.blogspot.com/

atualizado!

Paulo Leite disse...

Gostei mt do blog. Diferente e orifinal. Parabens :)


E ah, valeu pela visita no meu blog. Volte mais vezes :D

Abraço ae \o

neli araujo disse...

Olá, Hugo querido!

Obrigada pelas visitinhas, sempre em boa hora, que você me faz!

Fiquei emocionada com seu post de hoje, e prefiro ficar em silêncio em respeito a esta vida que se foi desta forma...

Parabéns pelo aniversário do blog!

Uma beijoca,

neli

Princesa disse...

Obrigado pela visita e por todo o carinho nos meus blogs.

Se todos os seus esforços
forem vistos com indiferença,
Não desanime.
Porque também o SOL,
ao nascer,
dá um espetáculo todo especial
e, no entanto,
a maioria da platéia...
continua dormindo.
Um bom inicio de semana lhe desejo
um beijo

Visite os meus outros blogs
e deixe lá um carinho

Fernanda Magalhães disse...

Daniel Sávio a Ana Paula descobriu que tinha HIV no decorrer do pré-natal q toda mulher faz na gravidez, ela fez tratamento para que o beber não fosse contaminado pelo vírus, sendo assim nasceu saudável e lindo e quando ela veio á nos deixar ele já tinha 8 anos e mora com os avós. Hoje é um garoto lindo feliz :)

Esse texto é real cada palavra e momento colocado aqui.

Meu nego obrigada pelo carinho, ta tudo lindo!!

Bjos!!

Caá disse...

nossa fiquei sem palavras.. e arrepiei no final :/
enfim, é uma doença que pega à quem quiser, só tem que saber se cuidar.

enfim, bom feriado
beijos

Juliano disse...

Arrepiei também...

Abração Hugo !

Luciana disse...

Oi Hugo obrigada por me add no Orkut grande relato o teu e a solidariedade da tua parte foi o que mais me chamou a atenção parabéns querido por isso.
Bjs e bom domingo

Graça Pereira disse...

Obrigada pela mensagem através de uma história verdadeira e triste.É preciso falar, gritar, constantemente. Muitas pessoas julgam que só acontece com os outros. Este é um tema que não pode ser silenciado e muito menos esquecido, em nome de tantas AnaPaula por esse mundo fora! Beijo e boa semana de trabalho Graça

Thirujo disse...

Passei bem rapidinho pra ver se tinha algum comentário e encontrei o seu.

Obrigado mesmo Hugo e quero te prometer algo: VENHO POSTAR E CONHECER SEU MUNDÃO AQUI MELHOR!

Se não puder mais tarde, amanhã estarei aqui ;)

Ah, sempre que puder...
Aparece mesmo no BLOG DO THIRUJO...


Abração ~
=P

Pena disse...

Amigo:
Faço-lhe uma vénia de respeito.
Sério, lindo, triste e, ao mesmo tempo, enternecedor.
Perfeito. É de um humanismo gigante!

Abraço cordial de respeito e amizade . Sempre a admirá-lo pela imensa significação.

pena

Silencio-me...!

Wanderley Elian Lima disse...

Emocionante o texto Hugo, e você como sempre sensível e antenado.
bjs

Stephanie Pereira disse...

nossa que história!!!
trágica mais muito bem escrita.

Arsênico disse...

nOssa... fiquei comovido... e chateado por as vezes não dar o devido valor à minha vida... que embora seja repleta de obstáculos... nenhum se aproxima do drama de Ana Paula...

Fico feliz que antes dela deixar esse mundo... ela saiu do casulo... e extravazou suas alegrias...

Tenho certeza que ela está em um lugar muito melhor...

***

Parabéns pelo Blog!!! Cada vez MELHOR!

***

umBeijo!

'liih disse...

Nossa que liindo, e tristee...

desculpe meu sumiço !!

beijooos !

Alma inquieta disse...

Olá Hugo,

obrigada pela visita e parabéns pela escolha do texto!
Dá que pensar!
Fiquei comovida e espero que ela esteja em paz!

Um beijo.

Miriam * disse...

Muito complicado quando tudo isto acontece e nos perdidos em sentimentos, emoçoes e saber como realmente agir..
Historia reluzente...

beijinho
Miriam*

Cadinho RoCo disse...

Muito legal esta iniciativa no setembro de aniversário. Esta ´publicação eu já tinha lido e nunca é demais fazer nova leitura.
Do seu comentário no Cadinho, por mais uma vez agradeço por sua lembrança e carinho para com meu trabalho.
Cadinho RoCo

Thirujo disse...

Voltei pra ler seu BLOG, como prometi, e já estou aqui lendo seu belíssimo texto...

Ahh, tb já está LINKado e sou tb um seguidor!

^^


Gostei daqui!
=D

Thirujo disse...

Intenso e surpreendente o texto!
Adorei Hugo, mas confesso q o desfecho me deixou sem palavras...

Grande abraço e até uma outra hora ;)

=D

Marcos Vinicius de Moraes disse...

Oi, meu amigo, como você está? Eu estava remanejando meu blog, com algumas alterações como faço sempre, por isso fiquei sem comentar e visitar outros blogs. Como eu sou exigente comigo mesmo, então às vezes tomo aquele chá de sumiço. E como já finalizei as alterações, consegui tempo para ler os comentários. E como sou um leitor desenfreado, não pude deixar de ler também o comentário de um dos seus seguidores que se referiu a Deus como ausente nas horas de dor. Na minha opinião, ela não foi muito feliz nessa declaração. Se uma determinada pessoa acha que Deus é omisso, é porque pensa que não precisa Dele quando se está em boas condições. Um abração e continue sempre postando assuntos reflexivos que nos ajudam a progredir no amadurecimento pessoal.

Christi... disse...

Pefeita essa experiência da Fer, eu já tinha lido uma vez no Brisa, e reli aqui, e sempre nos emociona diferente, é vida nas pupilas através do monitor, chega quente no peito..

Beijossss, amei...

G I L B E R T O disse...

Belo Texto!

que Deus a abençoe!